• Inicio
  • Sobre
  • Contato
  • Anuncie
  • Categorias
  • 24/06/2014

    Cala a boca e me beija! Os problemas do mundo acabarão em beijo

    Olá, caros leitores.
    Sou consciente do carinho que minha amiga Stephany tem por esse blog e por todos os seus seguidores, então, me esforçarei para agradá-los enquanto nossa pequena se recupera.
    Toda semana eu atualizo um blog de moda, Sou Phyna, sou responsável pela coluna de crônicas. Então, toda madrugada de quinta para sexta feira podem me procurar aqui, que com certeza vão me achar.
    Bom, sou Geovana Mara, tenho quase 19 anos, estudo jornalismo na mesma sala que a Ste, sou apaixonada por literatura, reportagens, músicas e poemas. Acredito demais na fantasia, justamente por conhecer tanto a realidade.
    Estarei por pouco tempo com vocês mas, não precisam se esquecer de mim.
    Prazer em conhece-los, vamos ao que interessa!
    Não há nada na vida que não se resolva com um diálogo, certo? Claro. Mas não há na vida melhor para se resolver, instantaneamente, do que um beijo. O beijo é uma das demonstrações de carinho mais gostosa que existe, sem tabus e preconceitos, tem beijinho de criança, beijo de saudação, beijo de saudade, beijo de proteção, existe uma infinidade de beijos.

    Pensando no poder dessa arma de carinho, o fotógrafo Nagano Toyokazu criou um ensaio fotográfico chamado “Kiss me”, que abusa da fofura de sua filha mais nova, Kanna, que saiu beijando tudo por aí. A intenção do projeto é mostrar que tudo na vida pode ser resolvido com paz, que falta carinho e tolerância no mundo, uma briga entre casal acaba no momento do beijo, uma rixa entre países também poderia acabar com um beijo.

    A ideia parece utópica, mas faz todo sentido. O amor precisa ser mais compartilhado e propagado, o amor verdadeiro, amor pelas diferenças e pelos defeitos, mas nesse caso, nada que um beijo não resolva. Se você tem algum problema com alguém ou brigou com seu chefe semana passada, vai lá dar uma bitoquinha nele.







    2 comentários:

    1. Advogado José Franca.24 de junho de 2014 16:24

      Acompanho sempre o blog, achei esse post muito fraco.
      Desculpe!
      Nós temos que trabalhar com sem dor com dor ou o que quer que seja não podemos faltar.
      Então a proprietária desse blog deveria fazer o mesmo, isso chama-se responsabilidade!
      Porém vou continuar sempre acompanhando o blog.
      Sou advogado, e não me interesso por textos infantis. Vocês tem que pensar que nesse blog não entram só jovens ou crianças.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá José Franca, obrigada pela visita e desculpas se o texto não lhe agradou.
        Para quem me acompanha, nas redes sociais, sabe que eu estive muito mal e que não foi um simples resfriado, aliás, já superei muitas outras coisas para estar aqui atualizando este blog. Estive duas vezes no hospital e já me preparo para uma terceira, amanhã pela manhã.
        Em grandes e até pequenas empresas, um funcionário tem o direito de apresentar seu atestado médico e faltar ao trabalho quando necessário, comigo não é diferente.
        Ainda não estou liberada para voltar às minhas atividades normais e por isso deleguei a responsabilidade dos textos dessa semana à uma pessoa de confiança, para que o JàD não ficasse desatualizado.
        Na semana que vem voltarei com minha rotina. Não deixe de conferir os próximos textos e curtir a fan page para ficar por dentro de tudo o que acontece por aqui.

        Excluir



    Image Map