• Inicio
  • Sobre
  • Contato
  • Anuncie
  • Categorias
  • 13/01/2016

    Crônica: Deixe o amor entrar

    Se ele falta, há insatisfação. Se ele existe, também há reclamações. E não adianta o status, sempre haverá a hipocrisia. Língua que não para dentro da própria boca e nem é usada para beijar outra.

    Lá no século XVI, Camões já afirmava: "Amor é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói, e não se sente; é um contentamento descontente, é dor que desatina sem doer". Não sei ao certo o sentido disso tudo na mesma frase, mas é interessante citar. Interprete como quiser.

    Acho que esse desafio chamado amor pode ser resumido em uma palavra: coragem. Para tudo. Enfrentar obstáculos, preconceitos, diferenças e todos os seus sinônimos. Amor é a única coisa que proporciona coragem para se colocar frente a qualquer perigo na hora de proteger a pessoa amada.

    Amar é a loucura de fazer o que todo mundo acha errado mas que no final dá mais que certo. E eu me pergunto: como as pessoas conseguem viver sem amor? Não é só do amor conjugal que eu falo. Amor é mais que isso, vai além de duas pessoas, de um casal de namorados.

    É aquele amor de pai para filho, amor familiar, ou amor ao cachorrinho que morde o seu chinelo novo e você o perdoa sempre. Amor além da cor, idade, orientação sexual, religião... Amor pela vida, pela essência, por tudo o que nos faz mais felizes!

    Deixe o amor entrar.

    6 comentários:

    1. Ai que linda essa crônica , eu amei ! Mil beijos maitê

      http://maiteaissa.com/ - da uma passadinha no meu cantinho , espero que goste !

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Maitê, muito obrigada pelo carinho, com certeza vou conhecer seu cantinho. Um grande beijo!

        Excluir
    2. Boa crônica.

      Achei seu design muito bom. :)

      Beijinhos.

      https://entao25.blog.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Muito obrigada. Esse layout é meu xodó <3 Volte sempre!

        Excluir



    Image Map